Assim como o SEO é importante para posicionar suas páginas nas buscas orgânicas do Google, é necessário ter estratégias para posicionar seus conteúdos do YouTube entre os primeiros resultados.

O YouTube cresceu como a maior plataforma de vídeos, tornando-se também um dos maiores buscadores. Cada vez mais pessoas pesquisam produtos, informações e conteúdos diretamente no buscador da plataforma.

O SEO para YouTube permite otimizar os conteúdos, para posicioná-los melhor entre os resultados dessas buscas.

COMO FAZER SEO PARA O YOUTUBE

Não existe uma “receita de bolo” para o SEO no YouTube. Afinal, você pode seguir todas as orientações e ainda não obter o resultado desejado.

O algoritmo do YouTube leva em consideração vários critérios, cálculos e regras para o ranqueamento. Um desses critérios é a navegação do usuário, o que foge do controle do dono do canal.

Porém, ao seguir algumas orientações, você tem mais chances de chegar às primeiras posições!

Use palavras-chave: pesquise as palavras que podem ajudar o seu conteúdo a ser encontrado mais facilmente. Para isso, considere algumas que tenham menor concorrência, aumentando as suas chances de ganhar autoridade para elas.

Título interessante: não basta o usuário encontrar o seu conteúdo, ele precisa também se interessar em clicar e consumir o vídeo. Por isso, é importante usar títulos interessantes – e que não deixem de se relacionar com o conteúdo proposto, pois isso pode aumentar a taxa de rejeição.

Use as tags dos vídeos: as tags, ou marcadores, são essenciais para o ranqueamento de um vídeo na plataforma do Google. A partir desses marcadores é possível identificar o conteúdo do vídeo e a indexação fica mais fácil. Porém, há o limite de 120 caracteres nesse campo.

Faça boas descrições: você tem até 5000 caracteres para fazer uma descrição sobre o conteúdo do vídeo. Ela serve como persuasão para que o usuário clique no vídeo, mas também é vista pelo algoritmo no ranqueamento. A descrição também pode ser usada para engajar o público de outras formas, com CTAs para outras atividades.

Mude o nome do arquivo: no momento de fazer o upload do vídeo, é importante que ele já esteja com um nome adequado. Ou seja, utilize algumas das palavras-chaves que fazem sentido para o seu conteúdo.

Use legendas e transcrição do vídeo: o algoritmo não é capaz de entender imagens e sons, mas ele pode analisar os códigos escritos. Ao fazer legendas e transcrição do vídeo, ao mesmo tempo que você torna o material mais acessível, também está acumulando pontos para o ranqueamento.

Vídeos mais longos: o algoritmo privilegia os conteúdos maiores, pois compreende que eles atendem melhor às buscas.

Divulgue: use seus outros canais para divulgar seus conteúdos, como redes sociais ou blog. Quanto maior o número de acessos e pessoas consumindo o seu vídeo, maiores são as chances dele se posicionar entre as buscas daquele assunto.

Quer saber mais sobre SEO, mídias sociais e marketing digital? Entre em contato com nosso time de especialistas e agende uma reunião para conhecer o nosso trabalho!